terça-feira, 26 de maio de 2009

Não te amo mais. Tchau!


Sou suspeito para falar sobre, sempre simpatizei com a figura que ela representa. Meio vazia — talvez só aparentemente —, meio demasiadamente humana — no aspecto carnal da coisa mesmo. Scarlett Johansson e sua voz rouca sexy cantando em estúdio pela primeira vez... Aí foi o ápice. Defendo mesmo. Talvez a melhor interpretação dela, ou, pelo menos, a mais verdadeira. Passou por Tom Waits. Agora está prestes a lançar, em colaboração com Pete Yorn, um álbum inspirado nas canções de Serge Gainsbourg e Brigitte Bardot, "Break up". O primeiro single, "Relator", pode ser ouvido no site do álbum.

Via Noize.

6 comentários:

Patrícia Carrion disse...

Às vezes antipatizo com Scarlett, outras não.

Anônimo disse...

Não sei...até agora as músicas que ouvi...não sei.
Mas ela me ganha só por conta de Scoop.
=)

Jason Waider disse...

Oi....!
Pode ser que sim, ou não! Como assim!? kkkk
A vida é uma ironia, sem meio, mas com princípio e fim. Certo?
Ironia!!!!
Abraço do Jason

Anônimo disse...

zente, ela canta?

Ju disse...

adorei algumas músicas dela.. introspectivas né?

Flora Viguini disse...

A Scarlett tá linda.